Divisa Ontem e Hoje, por Gabriela Silva

Maré, Rio de Janeiro, Brasil
A memória que conto narra a transformação da Praça da Paz na comunidade Nova Maré. Não faz muito tempo que a praça era, na verdade, um lixão. Foi na Marcha Basta de Violência! Outra Maré é possível, em 2017, que ocorreu a revitalização do espaço, transformando-o em uma praça, simbolizando a Paz. A região da Praça é marcada por muitos conflitos, já que se situa na divisa entre duas facções na Maré, e também por duas importantes escolas do entorno: o CIEP Elis Regina e o Samora Machel. Minha história com essa região é também a história da minha infância. Eu morava na Nova Maré e estudava no CIEP Elis Regina.
A memória que conto narra a transformação da Praça da Paz na comunidade Nova Maré. Não faz muito tempo que a praça era, na verdade, um lixão. Foi na Marcha Basta de Violência! Outra Maré é possível, em 2017, que ocorreu a revitalização do espaço, transformando-o em uma praça, simbolizando a Paz. A região da Praça é marcada por muitos conflitos, já que se situa na divisa entre duas facções na Maré, e também por duas importantes escolas do entorno: o CIEP Elis Regina e o Samora Machel. Minha história com essa região é também a história da minha infância. Eu morava na Nova Maré e estudava no CIEP Elis Regina.

Materiales complementarios

Slides Divisa Ontem e Hoje

Como o processo de revitalização da Praça da Paz afetou a dinâmica da Nova Maré

Ver material