A rua que era praia, por Anderson

Maré, Rio de Janeiro, Brasil
Falo sobre a Memória de algo que sempre esteve em meu pensamento: a rua que era uma praia. A partir de conversas com vizinhos e parentes, construo em mim as dinâmicas que fazem parte desse lugar que nascem da realidade dos aterramentos na Baía de Guanabara, o silenciamento por parte do poder público e a vontade de realizar sonhos de quem mora aqui.